O que o teatro ensina é muito maior que atuar

O que me levou a fazer teatro não foi a vontade de atuar. Foi a escrita. Só que no fim das contas acabei me dando bem no palco. E completei a trilogia ao me apaixonar pela direção. Só falta aprender a vender pipoca ao lado da bilheteria. Atuar, dirigir e escrever. Não é todo mundo que gosta de fazer tudo isso, mas vivenciar o máximo de experiências possíveis enriquece a vida de qualquer pessoa. E esse espírito multifacetado que faz parte de mim, foi o que eu quis colocar no Teatrando, quando montei sua metodologia no ano 2000.

A introdução desse texto dá margem para falar um monte de coisas legais sobre o Teatrando, mas como a regra de um blog são textos curtos, pois segundo a lenda o leitor abandona a leitura de textões no meio, hoje vou considerar um aspecto: a criação.O Teatrando estimula um ambiente de criação total e não só a experiência de falar um texto em voz alta ou subir num palco. E para entender o que é criação total, vamos fazer uma analogia com a minha experiência pessoal: atuar, dirigir e escrever.

O atuar é um encontro consigo mesmo, no aspecto físico e emocional, e também um encontro de pessoas com interesses em comum. Entendimento individual para depois passar para um entendimento coletivo. E então a aula vira um espaço para manifestação desses dois aprendizados com construções de cenas, jogos, e performances bem originais!

O Teatrando estimula um ambiente de criação total e não só a experiência de falar um texto em voz alta ou subir num palco.

Alguns exercícios tiram o aluno da cena, para que ele vire um observador de fora. Justamente a posição de quem tem a função de dirigir uma criação.O ponto de vista muda completamente! Aprendemos a observar o sistema funcionando na integra e quando voltamos a fazer parte da cena, essa experiência nos torna mais participativo e detalhista. Afinamos nossa percepção.

Dentro do curso, todos têm a chance de trabalhar com a criação de enredos, de situações ou personagens durante os exercícios. Inclusive, o Teatrando possui um evento chamado Teatralidades, que dá ao aluno a possibilidade de ser coautor de um espetáculo. O pensar antes, pesquisar suas inquietações e escrever, é um exercício de autoconhecimento libertador.

Atuar, dirigir e escrever é só o primeiro gancho para começarmos a falar sobre o Teatrando. Estamos abrirmos um baú cheio de informações e ferramentas maravilhosas. Apareça sempre! As cortinas estarão sempre abertas!

Gilson Totti Dias

Professor

Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *